quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Outubro Rosa

Durante o mês de outubro uma energia se movimenta para combater o câncer de mama, enquanto pessoas de vários lugares do mundo se mobilizam em prol da causa.





O movimento Outubro Rosa teve início nos Estados Unidos, na década de 1990 e atualmente é comemorado em todo mundo. O laço e a cor rosa simbolizam a luta contra o câncer de mama.

O Outubro Rosa tem como objetivo principal divulgar ações de prevenção aocâncer de mama. Esse é o tipo de câncer que mais mata mulheres em todo o mundo, ele aparece de forma silenciosa, dificultando sua descoberta, mas, se descoberto a tempo, possui uma grande possibilidade de cura.

Além das informações referentes aocâncer de mama, o Outubro Rosa tem o objetivo de divulgar a mamografia e também o auto-exame. A mamografia é um procedimento clínico, realizado por um ginicologista, recomenda-se que mulheres a partir dos 35 anos façam umamamografia por ano. O outro procedimento divulgado pelo Outubro Rosa é o auto-exame, podendo ser feito desde que menina entra na puberdade, consiste em apalpar os seios em toda sua extensão (do bico á axila) para verificar se existe alguma alteração, caso isso seja constatado é recomenado que a mulher procure o médico o mais breve possível.

É necessário esclarecer que o auto-exame não substitui a importância damamografia, pricipalmente na faixa etária a partir dos 40 anos, onde o índice decâncer de mama é maior. Mesmo assim,fica claro a importância de nós mulheres nos apropriarmos de nossos corpos, nos tocarmos, nos cuidarmos, para que possamos previnir doenças futuras.

Por isso, PREVINAM-SE, TOQUEM-SE!

Obs: Essa campanha é voltada para mulheres devido o número de casos do câncer ser maior, mas HOMENS também podem vir a ter câncer de mama, por isso qualquer alteração na mama masculina também devem ser verificadas.












quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Guia para Campanha de Vacinação 2016

Guia para Campanha de Vacinação 2016: entenda quando tomar cada dose


A campanha nacional de multivacinação do SUS, que iniciou na última segunda-feira (19), disponibiliza 19,2 milhões de doses nos 36 mil postos fixos do Brasil. Ao todo, serão administradas 14 vacinas: Hepatite A, VIP,( Poliomelite) Meningocócica C, Rotavírus, HPV, Pneumo 10, Febre amarela, Varicela, Pentavalente,Tetraviral, Dupla adulto, DTP, Tríplice viral e VOP (poliomielite).

Diante dessa boa notícia, é só ir a um posto de saúde e colocar sua carteira em dia. Mas você sabe quais vacinas deve tomar? E em que idade aplicá-las em você ou sua família?

O Consulta do Bem preparou um calendário para você não perder nenhuma vacina. Este guia já inclui todas as mudanças recentes realizadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), órgão da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, que aprimorou a rotina de vacinação para 2016.

Vacinas necessárias Gestantes e Idosos




Para os Bebês e Crianças

Como são muitas vacinas que precisam ser aplicadas na infância, fizemos uma legenda explicativa para ajudar você a entender um pouco mais cada uma delas e como proteger os pequenos da melhor forma:

BCG: caso não seja aplicada na maternidade, aplicar na primeira visita ao serviço de saúde.

Hepatite B: deve ser administrada preferencialmente nas primeiras 12 horas de vida, ainda na maternidade. A dose isolada da Hepatite B é desnecessária após um mês de idade, sendo suficientes as três doses de Pentavalente.

Pentavalente significa DTP (difteria, tétano e coqueluche) + Haemophilus b (inclui diversas doenças, como pneumonia e meningite) + Hepatite B.

Reforço Pneumo 10 e Meningo C devem ser aplicados até 4 anos, 11 meses, 29 dias.

Tetraviral (Sarampo / caximba / Rubéola / Varicela) deve ser aplicada somente se a criança já recebeu uma dose de tríplice viral.

VOP (Vacina Oral Poliomelite): só deve ser aplicada após três doses de VIP (Vacina Inativada Poliomielite).

Crianças entre 9 meses e 5 anos sem dose de Febre Amarela:
aplicar uma dose e programar reforço para 4 anos ou intervalo mínimo de 30 dias. Esse reforço pode ser feito em qualquer idade acima de 4 anos.

HPV: 2ª dose até 15 anos, em intervalo de 6 meses.

Para as Gestantes

Muita gente não sabe, mas as futuras mães também precisam se prevenir, as principais vacinas para elas são:

Vacina Influenza:
Uma dose em toda gestação a qualquer idade gestacional.

Vacina dTpa (Coqueluche, Tétano e Difteria): Uma dose em toda gestação, a partir de 28 semanas.

Vacina Hepatite B: A qualquer idade gestacional. Se ainda não tiver as 3 doses no passado, basta apenas completar.


Agora você já está por dentro de todas as principais vacinas oferecidas na rede pública. Elas são gratuitas e estão acessíveis para toda a população nos postos de saúde. A campanha iniciada dia 19 vai até dia 30 de setembro de 2016.


Sobre o Consulta do Bem

Consulta do Bem é uma startup de tecnologia que desenvolveu uma plataforma digital com a missão de melhorar o acesso à saúde de qualidade. Através do sitewww.consultadobem.com.br e do aplicativo disponível para Android e iOS, é possível marcar consultas selecionando especialidade, endereço e preço. Tudo com até uma hora de antecedência.

A Empresa, que surgiu em 2015 criada por médicos e empreendedores, já está presente em várias cidades do Estado de São Paulo e tem planos de expansão para todo o país.

Os profissionais de saúde disponíveis no Consulta do Bem são regulados por conselhos como o de psicologia, fisioterapia, medicina, acupuntura, fonoaudiologia e nutrição.

segunda-feira, 19 de setembro de 2016